Wednesday, November 11, 2015

...happily ever after.


Agora era altura de brincar com o R. Ele queria as duas à sua disposição. Ele levantou a Mente do chão e colocou-a de quatro sobre a cama. Confirmou que ainda estava bem molhada e começou por enfiar os dedos. A L. andava de roda dele e quando ele penetrou a Mente, trocaram um forte beijo.

A Mente sentia toda a sua pujança dentro de si. O R. mantinha um ritmo lento e profundo e ela sentia-se bem preenchida. Com a mão tocou nas coxas do R. e deu indicação para ele parar. Agora era ela que comandava o ritmo. Aumentando e diminuindo, gradualmente. No ritmo lento queria sentir o pau a entrar bem fundo e quase a sair... ela gostava muito assim e continuou nessa alternância enquanto ele deixou...mas...

...não era de todo isso que a Mente queria por isso chamou a L. e trocaram. A L. colocou-se à disposição do R. e a Mente foi rodeá-lo. Beijou-lhe as costas, agarrou-lhe o quadril e ajudou-o a penetrar mais profundamente a L. que gemia cada vez com mais intensidade.

Depois colocou-se em frente da L. e deixou que ela a comesse mais uma vez, desta vez com a intensidade do L., que sentia nos movimentos da sua boca. E veio-se novamente, tal foi a mestria da L.

O R. queria possuir novamente a Mente, mas ela não queria mais pau dentro de si. Ele conformou-se e agarrou a L. de forma em que ela ficou no ar com as costas coladas ao peito dele. E assim a possuiu lenta e intensamente enquanto a Mente lhe chupava o clitóris e de vez em quando ainda passava a língua do seu pau quando ele entrava e saia da rata da sua L.


Com vigor, chupou a L. e com a pontinha da sua língua, ela atingiu novamente o climax que se traduziu num pau cada vez mais molhado cada vez que saía...

Mas agora estava na altura de se ir embora.  Já  tinha satisfeito a sua curiosidade e gozado em pleno. Deixou-os colados um ao outro, para o R. gozar com a L. na sua intimidade. Um último beijo a cada um. Pegou no seu vestido e vestiu-o. Dirigiu-se para a penumbra junto à porta do quarto e virou-se de costas.

Ao lado da porta havia um sofá. Ela sentiu o calor do seu corpo há medida que se aproximava dela. Sentiu a mão da Mente Masculina na sua anca enquanto a outra lhe subia o fecho do vestido. Virou-se para ele e em silêncio apenas se olharam. Reparou que um ciúme prazeroso lhe deixava,  por breves instantes, um leve sorriso na cara. Beijaram-se, demoradamente, e dirigiram-se para a porta. Terá ele gostado do sabor da sua boca? A Mente pegou-lhe na mão com determinação.
   
                                                                    Agora, era a vez dele.

11 comments:

Prazeres Masculinos said...

Gostei muito de ler esta presumível última parte... Grande tesão mais uma vez na forma como descreves cada momento.
O ligeiro "twist" final é fabuloso..:-D
Parabéns pela estória! ;-)
Bjs

Nuno Filipe said...

Estória fabulosa. Um homem, duas mulheres que, em conjunto atingem o climax da euforia e desejo sexual.
Quase nem precisaram falar... preferiram agir...e, eroticamente,como é delicioso... agir.
Bjuuuuuuuu

Mente Feminina said...

Olá Nuno Filipe.
Obrigada pela visita.

Jokitas Femininas

Mente Feminina said...

Olá Prazeres!
Mais um vez obrigado pelo elogio à escrita. Folgo em saber que provoco isso só com a palavra escrita. E folgo também em saber que apreciaste o final...

Jokitas Femininas

My Skin n Under said...

Sintonias

Jorge said...

Brutal este teu post...
Continua, estou a adorar este teu espaço!
Beijinho!
:)))

Mente Feminina said...

Olá my skin.
Sê bem-vindo.

Jokitas Femininas

Mente Feminina said...

Oi Jorge.
Bem-vindo e obrigado pelo elogio.

Jokitas Femininas

Mente Masculina said...

Confesso que este final foi totalmente inesperado para a Mente Masculina...
A pequena citação ao texto que em tempos escrevi foi colocado nesta estória com grande mestria minha Mente Feminina. Parabéns!!!
Respondendo à tua última questão, não tenho qualquer dúvida que iria adorar o sabor da tua boca, como sempre! ;-)
Agora, é a minha vez..:-P
Sweet Kisses

Mente Feminina said...

Olá minha Mente.
Eu disse que a narração era minha. Fico contente por ter sido inesperado. Era essa a intenção. O que propões agora para a tua vez? Estou aberta a sugestões...

Jokitas Femininas

Mente Masculina said...

Mmm... Tenho que pensar sobre isso. Eheheh!
Sweet Kisses