Tuesday, December 26, 2006

Mmm


Como eu queira que me fodesses hoje.
Como eu queria que me mordesses os meus mamilos até não aguentar mais.
Como eu queria que me lambesses a ratinha e me enfiasses esses teus dedos gulosos.
Como eu queria sentir-te a arfar aos meus ouvidos.
Como eu queria que o teu caralho durinho me entrasse pela cona adentro.
Como eu queria sentir-te a derreter dentro de mim.
Como eu queria que me fodesses com força, contra a parede.
Como eu queria que agarrasses os braços e enterrasses o teu caralho até ao limite.
Foda-se, como eu queria que estivesses aqui agora a foder-me.
Como dói esta tesão...


4 comments:

Mente Masculina said...

Como te queria foder hoje.
Como te queria morder os mamilos até não aguentares mais.
Como te queria lamber a ratinha e enfiar estes meus dedos gulosos.
Como queria arfar nos teus ouvidos.
Como queria que o meu caralho durinho entrasse pela tua cona a dentro.
Como queria derreter dentro de ti.
Como te queria foder com força, contra a parede.
Como te queria agarrar nos braços e enterrar o meu caralho até ao limite.
Quero-te foder!!!

Mente Masculina said...

Ah, escusado será dizer, mas eu digo na mesma... Adorei a tua foto!!!
Foda-se, que tesão me provocas...

José said...

Admiro a maneira cruel com que transmistes os teus desejos.
Sim dói muito a ausência.

Um beijo mentalmente masculino.


José

Jorge said...

Este teu blogue dá-me imenso tesão...estou com o cacete a latejar!