Wednesday, November 28, 2007

Reflexos


Wednesday, October 03, 2007

Happy birthday to mentefm.blogspot.com ;P



E assim ficou um ano para trás das costas, recheado de coisas boas. Durante este ano explorei coisas novas, "conheci" novas pessoas, conheci-me melhor a mim e à minha outra mente e também passei a gostar mais de mim (sem exageros, claro esta.). Tudo começou com uma ideia de oferecer uma prenda à já linkada mente e que aos poucos se foi transformando num espaço de comunicação com ele e com várias pessoas interessantes que foram aqui deixando o seu testemunho...

...e pela frente temos mais um ano, que espero que seja recheado de coisas igualmente boas.
Um obrigado a todos os que visitam este espaço, quer comentem ou não e espero que continuem a aparecer. Vamos lá ver se é este ano que o fantasma deste à Terra.



Joquitas femininas para todos

Sunday, September 23, 2007

Thoughts

Somehow crossed my mind that:

+


=
some very pleasant Winter cold nights.

Monday, September 03, 2007

Hand

Uma casa vazia, cheia apenas com duas almas.

Uma parede suja.


O centro de uma sala. Dois corpos que se encontram.
Um voraz apetite. Duas línguas que se comem.

Um corpo que se encosta à parede. Outro corpo que desce.
Um sexo consumido. Uma boca que não se sacia... uma mão que não consegue parar quieta.

Uma posição que se troca. Outro corpo que se encosta à parede.
Duas mãos que se apoiam. Uma língua que consome.
Um corpo que pede mais, um outro que se aproxima.

Dois corpos, que num se transformam, e uma parede que estremece.

A parede teima em fugir, as mãos teimam em escorregar.
Um apoio forte nas ancas, umas mãos que protegem.
Uma explosão de força e um corpo gelado que se encosta à parede.

O corpo, que voltou a ser duo...
apenas uma mão na parede deixou.


Sunday, August 19, 2007

Da ficção à realidade

A metamorfose do fantasma em imagem real não é pêra fácil, por isso acho que ando a precisar de um soninho bem descansado, não é?!
Fazes-me companhia?!


Monday, July 16, 2007

The waiting ghost

E lentamente, com um misto de sensações, o dia se aproxima. O fantasma espera, uns dias com uma ansiedade extrema, outros mais calmo. O fantasma espera pelo dia em que o vai deixar de o ser, para sempre. Espera, com ânsia, o dia em que vai abandonar a sua existência nocturna só possível de encontrar em sonhos, para se tornar uma realidade.



Friday, June 29, 2007

Nothing else matters, but us....

"So close no matter how far
Couldnt be much more from the heart
Forever trusting who we are
And nothing else matters

Never opened myself this way
Life is ours, we live it our way
All these words I dont just say
And nothing else matters

Trust I seek and I find in you
Every day for us something new
Open mind for a different view
And nothing else matters

Never cared for what they do
Never cared for what they know
But I know

So close no matter how far
Couldnt be much more from the heart
Forever trusting who we are
And nothing else matters

Never cared for what they do
Never cared for what they know
But I know

Never opened myself this way
Life is ours, we live it our way
All these words I dont just say
And nothing else matters

Trust I seek and I find in you
Every day for us something new
Open mind for a different view
And nothing else matters

Never cared for what they say
Never cared for games they play
Never cared for what they do
Never cared for what they know
And I know

So close no matter how far
Couldnt be much more from the heart
Forever trusting who we are
No nothing else matters"

Nothing else matters by Metallica



Sunday, June 24, 2007

Resposta ao desafio

Aqui ficam as respostas ao desafio da Volúpia:

1. Indica dois sítios insólitos onde já mandaste a queca, caso não tenhas tido essa ousadia, diz dois sítios onde gostarias de mandar:

- Num miradouro, algures no centro de Portugal.
- Numa piscina, com um casamento nas proximidades.

2. Três palavras ordinárias que utilizes frequentemente (antes, durante ou depois) do acto sexual:
- Um olhar vale mais que mil palavras.

3. Quantas vezes tens sessões de sexo individual por semana?
- Algumas e geralmente quando tenho dificuldade em adormecer.

4. Qual a posição que mais gostas durante o sexo?
- Todas as que o M está por trás e 69.

5. Diz duas fantasias sexuais que já realizaste e duas que gostarias de realizar:
Realizadas:
- Sexo outdoors.
- Sexo dentro de um carro.

Por realizar:
- Fazer sexo oral enquanto M conduz.
- FFM, em que a outra F seja bissexual.

6. Qual a maior mentira que já contaste para obter sexo?
- Nenhuma. Se não dá, não dá.

7. Qual a maior mentira que já contaste para não ter sexo?
- Também nenhuma.

8. Depois de te fazerem o “oral”, deixas que te beijem na boca ou tens nojo?
-Há coisa mais saborosa que um beijo antes, durante ou depois?!

9. O que é que te “corta MESMO a tusa” durante o acto?
- Hum, assim de repente não me lembro de nada.

Por mim, não vou nomear ninguém para responder a este desafio, pois acho que quase todos os blogs que visito já responderam por isso podem ficar descansados.... ;P

Thursday, June 21, 2007

Eu queria dizer....

...que não me lembro como começou, pois isso não é importante. Tínhamos acabado de jantar, na sala. O quê, também já não me lembro. Levantei-me e fui até à janela, não sei ver o quê e tu viste atrás. Agarraste-me as ancas e começaste às "turrinhas". Eu estava noutra, num mundo diferente, mas rapidamente percebi. Era a parte da sobremesa. Toquei-te e estavas duro. Fomos para o sofá. Num ápice nos envolvemos aos beijos, eu por cima de ti. Gosto de de ter assim, sentado num sofá, comigo em cima de ti, e sentir o teu pau palpitante a pedir por mais. E eu não resisto a chupar-te assim, nessa posição. Desci, de joelhos no chão, desafivelei-te o cinto e despertei-te as calças e puxei-as (mais os boxers) ligeiramente para baixo. Segurei-te o pau pela base. Estava mais duro e grosso que o normal e não hesitei em abocanhá-lo. À medida que o comia, sentia-o a palpitar cada vez mais. (como sabe bem um pau teso!). Puxaste-me para cima e levantaste-te. De joelhos em cima do sofá e de rabo virado para ti, pude sentir a tua língua a explorar uma ratinha molhada e por lá brincaste a molhá-la ainda mais. Já sabia o que ia acontecer. Não me encontraste assim...



...simplesmente, puseste-me, assim, à tua disposição. E rapidamente pude sentir a textura da sobremesa e toda a sua força dentro de mim. Encaixaste as tuas mãos nas minhas ancas e consumiste-me com força e vigor. (pena não poder partilhar a tua vista. Apenas pude ver trinta e cinco por cento do cenário "por trás"). Sempre, até ao fim, investiste com força. Tentaste desacelerar, mas não conseguiste (era sempre a dar-lhe), até que te vieste e te colaste às minhas costas para partilhares o teu prazer.


Saturday, May 26, 2007

White dress, again...



Estou, assim, à tua espera...
que encaixes as tuas mãos nas minhas ancas e me consumas...
...devagar, com força
...como quiseres!

Wednesday, May 16, 2007

Apetites


Hoje, como noutro dia qualquer, apetecia-me...


Saturday, May 12, 2007

Tastes...



Dás-me a provar o teu sabor?!

Wednesday, May 09, 2007

Rescaldo...


Mais um fim-de-semana que irá ficar queimado na minha memória! Simplesmente adoro....brbrbr...
Aqui fica uma pequena mostra e tchin-tchin...;P


Friday, May 04, 2007

Bom fim-de-semana...

Este fim-de-semana promete, por isso aqui ficam os meus votos documentais e fotográficos para todos os leitores deste espaço cada vez mais frequentado...

Bom fim-de-semana...

Monday, April 30, 2007

White dress




Para contrastar com a escuridão do post anterior...;P

Tuesday, April 24, 2007

Mais outro dos motivos pelos quais perdi a cabeça...


Para recordar mais uma big night out (miss that), para desejar um bom feriado e para compensar a ausência, aqui ficam mais umas fotos para apreciar, (apesar do flash, a iluminação não era perfeita ;P) resultado de mais um devaneio feminino...







Sunday, April 08, 2007

Sono...




Dormes ou finges dormir. Procuro dormir mas não consigo. Procuro-te com o corpo e encontro-te. Consumo-te a boca que rapidamente responde e ficamos assim. Procuro-te por de baixo dos lençóis e sinto-te duro. Começo a descer. Beijo-te o peito, a barriga e sinto o teu sexo rijo a tocar nos meus lábios. Ele salta de prazer... Roço a minha cara nele, ainda por cima dos boxers, e...não lhe resisto mais.
Com os lábios secos sinto a tua pele macia. Os meus lábios ficam colados e preciso de os desprender com a saliva que a minha língua traz. Assim começo a passear a língua pelo teu corpo teso, sentindo toda a tua doçura. Aos poucos sinto o teu volume a aumentar cada vez mais, à medida que me deixo invadir por ti.
Gemes baixinho como costumas fazer. Gosto de chupar a tua pele macia, saborosa. Não preciso das mãos, a boca faz tudo sozinha. Tu entras e sais e mais uma vez sinto-o a saltar de prazer, a latejar dentro da minha boca.... Sei que não vais aguentar muito mais... consumo-te com mais vigor e, assim, inundas-me a boca com todo teu prazer. Bom soninho...!

No início era o verbo...



Devido à falta de tempo, fica aqui um pequeno post educativo para dizer que ainda não morri!

Eu gosto de sexo
Tu gostas de sexo
Ele gosta de sexo
Nós gostamos de sexo
Vós gostais de sexo
Eles gostas de sexo.

Wednesday, April 04, 2007

...


Realmente, há dias em que até da minha própria sombra desconfio...

Monday, March 26, 2007

Outro dos motivos pelos quais perdi a cabeça...



Continuando a mostra dos meus motivos, aqui fica mais um deles...


Thursday, March 22, 2007

Quando é que...


Quando é que vou poder acordar assim, todos os dias ao, pé de ti!


Saturday, March 17, 2007

Um dos motivos pelos quais perdi a cabeça...



Provavelmente nunca os vou usar no dia-a-dia, mas não lhes consegui resistir... São muito sexy! Aqui fica uma amostra!



Os outros motivos ficam para depois...

Tuesday, March 13, 2007

Já que...




Já que a vida não nos sorri, temos nós que sorrir para ela! Por isso, hoje perdi a cabeça... Qualquer dia digo porquê!

Wednesday, February 14, 2007

Valentine's day gift




Uma prendinha especial para um dia igual a tantos outros... LU VM

Sexy music....

...para acompanhar a minha prendinha...

Thursday, February 08, 2007

Another musical moment...



"Sleep will not come to this tired body now
Peace will not come to this lonely heart
There are some things I'll live without
But I want you to know that I need you right now
I need you tonite
I steal a kiss from his sleeping shadow moves
Cause I'll always miss him wherever he goes
And I'll always need him more than he could ever need me
I need someone to ease my mind
But sometimes a someone is so hard to find
And I'll do anything to keep him here tonite
And I'll say anything to make him feel alright
And I'll be anything to keep him here tonite
Cause I want you to stay, with me
I need you tonite
He comes to me like an angel out of time
As I play the part of a saint on my knees
There are some things I'll live without
But I want you to know that I need you right now
Suffer my desire
Suffer my desire
Suffer my desire for you"
In the Arms of Sleep by The Smashing Pumpkins

Wednesday, January 17, 2007

Recordações - parte 3


Levantou-se e pôs a cadeira ajeito. Sentou o seu amor e foi para cima dele. Ela podia sentir o seu caralho muito duro, acabado de ser comido, chupado, lambido... Procurou-o com a mão e enfiou-o na sua coninha que já o pedia à muito. Sentiu toda a força dele dentro de si e roçou-se o mais que pode. A sua timidez já estava longe:

“- Gostas?”, perguntou ela.
“- Gosto, gosto muito...”, suspirou ele.
Ela contorcia-se toda em cima dele, sentindo o caralho dele duro, a entrar e a sair, a sua cabecinha a vasculhar, mas ele queria dominar... Estava a rebentar de prazer. Pegou-a pelas ancas e levou-a para o sofá. Virou-a de costas para si. Agarrou-lhe as ancas e penetrou-a com violência...e como ela gostava de levar assim com ele, de o sentir a bater nas suas nádegas com toda a força, de sentir o seu caralho e entrar e a ir cada vez mais fundo. Mas ele não se queria vir já. Sentou-a no sofá e foi lamber-lhe a ratinha mais uma vez, mas ela só queria sentir o tesão, não se queria vir, apenas se queira derreter com ele e levá-lo ao êxtase. Ela não queria ser saciada por completo. Sabia-lhe bem ficar molhadinha...
E mais uma vez ela teve que o meter na boca. Já estava com saudades. E ele agora sabia a ratinha, ao sabor que ela tanto gosta. Devorou-o, mais uma vez, na sua boca, mas ele não lhe queria dar o seu leitinho a provar.
Inclinou-a de forma a que ficasse com o rabo de fora do sofá e penetrou-a de frente, com força. Ainda estava muito teso, os seus olhos estavam revoltos, devia estar possuído de prazer. Enterrava o seu caralho na sua ratinha molhadinha e tirava-o por completo e voltava a enterrá-lo para que ela também pudesse ver...e como ela gosta de ver....hum! Mas não aguentou muito mais, tinha que se vir, mas não dentro do seu amor. Quando atingiu o orgasmo, veio-se na barriguinha do seu amor que pôde sentir a sua seiva quente a espalhar-se por cima dela. E assim ficaram, os dois ofegantes, lentamente a voltarem à realidade...
Há fodinhas que não nos ficam na memória, mas há aquelas que teimam em perdurar (e ainda bem) e esta é sem dúvidas uma delas e que ficam à espera de repetição...Mmm...

Sunday, January 14, 2007

I love you


"(...)I am here for you if you'd only care.
You touched my heart you touched my soul.
You changed my life and all my goals.
And love is blind and that I knew when,
My heart was blinded by you.
I've kissed your lips and held your head.
Shared your dreams and shared your bed.
I know you well, I know your smell.
I've been addicted to you.
(...)
I am a dreamer but when I wake,
You can't break my spirit - it's my dreams you take.
And as you move on, remember me,
Remember us and all we used to be
I've seen you cry, I've seen you smile.
I've watched you sleeping for a while.
I'd be the father of your child.
I'd spend a lifetime with you.
I know your fears and you know mine.
We've had our doubts but now we're fine,
And I love you, I swear that's true.
I cannot live without you.
(...)
And I still hold your hand in mine.
In mine when I'm asleep.
And I will bear my soul in time,
When I'm kneeling at your feet."

Excerto de Goodbye my lover by James Blunt

Saturday, January 06, 2007

Recordações - parte 2



Acabada a sobremesa, ela queria foda. Mas já não sabia como pedir. Ela estava tímida. Fica sempre tímida... Mas ele também queria fodinha. Pressentiu o cheiro no ar. Puxou-lhe o braço e disse:
“- Anda cá...”.
...e ela foi. Sentou-se no seu colinho e sentiu o seu caralho já meio duro. Ela fodeu-lhe a boca com a língua. A sua boca sabia a vinho...hum, sabia tão bem. Ela roçava-se toda nele, e o seu pau ficava cada vez mais teso. Ele também lhe fodia a boca e começou a desapertar-lhe o vestido. Desfez o único nó que o prendia e percorreu todo o seu corpo com as suas mãos que tão bem sabiam explorar um corpo que pedia sexo.
Ele levantou-a e sentou-a na cadeira. Beijando-a, retirou-lhe por completo o vestido e as cuequinhas pretas. Abriu-lhe as pernas e começou a tocar na sua ratinha. Logo, logo ela sentiu a sua língua a acariciar a sua coninha, que escorria prazer.
Mas, de repente, ele vai buscar alguma coisa à mesa. Ela não percebe o quê?!
Afinal ele ainda não estava saciado. Começa a barrar a coninha dela com o restante do topping de morangos. Como lhe soube bem o fresquinho na sua coninha a arder. Hum, e como ele se deliciou a comer a sua rata, a olhar para os olhos dela, a sentir o seu tesão. Ela derreteu-se toda na sua boca. Com o seu pé, procurava o seu caralho. Estava agora muito rijo e ela não resistiu. Foi para o chão, para ao pé dele. Puxou-lhe as calças e enfiou o seu caralho na boca. Ela gostava mesmo de o ter na boca, ainda mais molhada ficava. Levantou o seu amor e encostou-o à parede e continuou a mamar no seu pau, mas a sua coninha também o queria...

Wednesday, January 03, 2007

Recordações - parte 1


Eram seis da tarde. Uma sexta-feira em que tinham a casa só para eles. Ele ainda estava a trabalhar. Só chegaria por volta das oito. Ela ainda tinha muito tempo.
Já tinha começado a planear esta noite há já algum tempo, quando comprou aquele vestido preto, sem costas, ainda corria o mês de Setembro. Depois, aos poucos foi comprando o resto dos acessórios necessários para completar o seu quadro.
Na cozinha começou a preparar o jantarinho. Deixou tudo cortadinho, lavadinho e preparadinho. Como ainda tinha tempo (ainda eram sete horas), foi tomar um duche. O banhinho serviu para arrefecer um pouco. Ultimamente andava com uma fome agoniante. Só pensava em sexo... O banho acalmou, serviu para relaxar, para se preparar. Vestiu a seu nova camisa de noite e foi pôr a mesa. Os individuais pretos, os copos vermelhos, os castiçais vermelhos, o vinho tinto, os pratos, tudo o que tinha comprado. Acendeu as velas para verificar o ambiente. Cheirava a sexo.
Às oito ele chegou. Ela foi buscar o avental para começar a preparar o manjar e ele foi investigar a sala, pois tinha achado estranho o convite. Deve ter sentido o cheiro que estava no ar e foi também tomar banho.
Com a ajuda dele, ela foi preparando o jantar, um strogonoff diferente, mais cremoso e suculento...muito bom.
Ele foi acender as velas, enquanto ela foi vestir o vestido preto sem costas, que apertava à volta do pescoço. Também o vestido cheirava a sexo...
Jantaram ao som de música e falaram sobre as coisas do dia-a-dia. O vinho era bom, muito forte e não foi preciso beber muito para ela ficar muito quente.
Passaram para a sobremesa. Gelado com topping de morangos...